Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social

MEIO AMBIENTE

Reúso de Resíduos Vítreos de Aterros Sanitários: Meio Ambiente e Renda

Universidade Tecnológica do Paraná - Toledo (PR)

Avalie este item
(1 Votar)

Mídia

A iniciativa busca gerar renda para cooperativas, por meio da apresentação de soluções à utilização do vidro descartado em aterros municipais, com a comercialização do vidro na forma de pó para aplicação na construção civil.

 

TEMA PRINCIPAL: Meio Ambiente

OBJETIVOS

Desenvolver metodologias sustentáveis aplicáveis à reutilização de resíduos vítreos encontrados em aterros sanitários. Promover soluções e produtos com maior valor agregado, possibilitando, assim, o fortalecimento e a construção de uma cadeia regional de reciclagem do vidro.

DESCRIÇÃO

A reciclagem de resíduos vítreos é um problema ambiental sério em cidades distantes de centros industriais de produção. Além disso, é uma atividade com baixa remuneração para cooperativas e catadores, tornando o material de difícil destinação.

Diante desse problema, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFP) criou a iniciativa apresentando uma solução em que o pó do vidro é utilizado na construção civil substituindo a areia.

O material é utilizado na fabricação de meios-fios e bancos disponibilizados pela prefeitura em diversos bairros. Ou seja, o lixo que antes era jogado em aterros e terrenos baldios vira benefício para a cidade.

RESULTADO ALCANÇADO

Visto que o pó de vidro vale até 25 vezes mais que o vidro encontrado em aterros, a iniciativa permite ajuda financeira no orçamento das famílias dos catadores e cooperativas. Além disso, houve grande diminuição no impacto ambiental, já que a cidade de Toledo gera por mês aproximadamente 30 toneladas de vidro descartado.

CONTATO

Rua Cristo Rei, 19 – Vila Becker, Toledo (PR)

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(45) 3379-6800

 

GALERIA DE FOTOS

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.