Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social

GESTÃO COMUNITÁRIA DO ALGODÃO AGROECOLÓGICO

A Trama do Algodão que Transforma

Cooperativa Central Justa Trama - Porto Alegre (RS)

Avalie este item
(1 Votar)

Mídia

Nessa iniciativa, o algodão é plantado de forma agroecológica, consorciado com outros plantios e sem agrotóxicos.  No contexto local, fomenta-se a organização da comunidade por meio de bancos comunitários liderados por mulheres e capacitações voltadas à geração de renda.

 

TEMA PRINCIPAL: Meio Ambiente

 

OBJETIVOS

Promover a integração dos(as) trabalhadores(as) na cadeia de produção do algodão agroecológico, desde o plantio, a transformação, até a produção de roupas.

DESCRIÇÃO

O algodão convencional é responsável pelo consumo de 25% dos agrotóxicos do mundo e é, praticamente, uma unanimidade no guarda-roupa de todos os brasileiros.

A cooperativa Justa Trama nasceu, em 2005, com o propósito de promover uma transformação socioambiental na rede de produtores de algodão. Atualmente, a Justa Trama centraliza toda uma cadeia envolvida na produção de roupas e produtos a partir do algodão agroecológico.

A Justa Trama é a maior cadeia produtiva no segmento de confecção da economia solidária, unindo forças de trabalhadores dos estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Ceará e Rondônia. Esse processo, que se inicia no plantio do algodão agroecológico, vai até a comercialização de peças para o Brasil e o mundo, gerando emprego, renda e consciência ambiental.

RESULTADO ALCANÇADO

A Justa Trama é reconhecida mundialmente pelo seu trabalho no enfrentamento à pobreza, por meio de um modelo alternativo de desenvolvimento, promovendo o compromisso com o meio ambiente e a segurança dos agricultores, com fortalecimento do modelo de produção do algodão agroecológico no país.

CONTATO

Rua Affonso Paulo Feijó, 501, Sarandi – Porto Alegre (RS)

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(51) 3344-3454

 

GALERIA DE FOTOS

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.