Investimento de R$ 1 milhão é destinado a projetos de recomposição florestal nas bacias do Descoberto e São Bartolomeu

A Fundação Banco do Brasil e parceiros idealizadores do edital Recupera Cerrado - prorrogaram o prazo de inscrição de propostas para 23 de julho. Osprojetos selecionados terão como objetivo a recomposição florestal da vegetação nativa de áreas degradadas em pequenas propriedades rurais, preferencialmente, nas Bacias do Rio Descoberto e São Bartolomeu. As áreas degradadas são as que perderam as características originais a ponto de não ser possível uma regeneração natural.

Podem participar da seleção entidades sem fins lucrativos legalmente constituídas há pelo menos dois anos. O objetivo do edital é contribuir para a preservação do bioma Cerrado, assim como melhorar a qualidade e a quantidade de oferta de água nas regiões recuperadas.

O Recupera Cerrado é o resultado da parceria entre a Fundação Banco do Brasil, Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF), o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

O investimento de R$ 1 milhão desta primeira etapa faz parte do passivo de compensação florestal devido pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), primeira instituição a aderir ao programa-piloto.

O recurso será usado na aquisição de sementes, mudas, adubos, corretivos, arames e moirões; práticas de controle da erosão visando a conservação do solo; pagamento de serviço de terceiros para a implantação de técnicas de recomposição vegetal; ações de mobilização e divulgação; capacitação, serviços técnicos relacionados à atividade produtiva, beneficiamento e comercialização; gestão, assistência técnica e acompanhamento do projeto; construção, reforma ou ampliação em benfeitorias e instalação permanente; máquinas e equipamentos novos; móveis, utensílios e material permanente; equipamentos de informática, comunicação e software; veículos e caminhões novos, entre outros.

Acesse o edital e anexos em fbb.org.br/recuperacerrado

Após a leitura dos documentos, quem tiver alguma dúvida, pode enviar mensagem até o dia 16 de julho, para o endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., de acordo com o edital.

Aliança
O Programa Recupera Cerrado é uma ação desenvolvida pela Aliança Cerrado, fórum permanente entre sociedade civil e governo, coordenado pelo Centro de Excelência do Cerrado - Cerratenses, unidade do Jardim Botânico de Brasília, para promover a conservação e recuperação deste bioma. Trata-se de um programa piloto de fomento à compensação florestal para induzir métodos inovadores de recomposição da vegetação nativa.

A divulgação deste projeto contempla quatro Objetivos do Desenvolvimento Sustentávelque fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

06 ods100x100 013ods 100x100 014ods 100x100 015ods 100x100

 

Publicado em Notícias

Investimento de R$ 1 milhão é destinado a projetos de recomposição florestal em pequenas propriedades rurais para melhorar a oferta de água na região

Interessados em participar do edital Recupera Cerrado têm até a próxima segunda-feira (4) para se inscrever. As entidades selecionadas vão atuar em projetos voltados para a recomposição florestal da vegetação nativa de áreas degradadas em pequenas propriedades rurais, preferencialmente nas Bacias do Rio Descoberto e São Bartolomeu, com acompanhamento pelo período de cinco anos. As áreas degradadas são as que perderam as características originais a ponto de não ser possível uma regeneração natural. Podem participar da seleção entidades sem fins lucrativos legalmente constituídas há pelo menos dois anos.

O Recupera Cerrado é resultado de parceria entre a Fundação Banco do Brasil, Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF), o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

O investimento nesta primeira etapa será de R$ 1 milhão, que faz parte do passivo de compensação florestal devido pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), primeira instituição a aderir ao programa-piloto.

O recurso será usado na aquisição de sementes, mudas, adubos, corretivos, arames e moirões; práticas de controle da erosão visando a conservação do solo; pagamento de serviço de terceiros para a implantação de técnicas de recomposição vegetal; ações de mobilização e divulgação; capacitação, serviços técnicos relacionados à atividade produtiva, beneficiamento e comercialização; gestão, assistência técnica e acompanhamento do projeto; construção, reforma ou ampliação em benfeitorias e instalação permanente; máquinas e equipamentos novos; móveis, utensílios e material permanente; equipamentos de informática, comunicação e software; veículos e caminhões novos, entre outros.

Acesse o edital e anexos em fbb.org.br/recuperacerrado

Aliança

O Programa Recupera Cerrado é um mecanismo desenvolvido pela Aliança Cerrado, fórum permanente entre sociedade civil e governo, coordenado pelo Centro de Excelência do Cerrado - Cerratenses, unidade do Jardim Botânico de Brasília, para promover a conservação e recuperação deste bioma. Trata-se de um programa piloto de fomento à compensação florestal para induzir métodos inovadores de recomposição da vegetação nativa.

A divulgação deste projeto contempla quatro Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

06 ods100x100 013ods 100x100 014ods 100x100 015ods 100x100

Publicado em Notícias

Seleção é destinada a projetos de recomposição florestal em pequenas propriedades rurais; inscrições vão até 4 de junho

A Fundação Banco do Brasil lançou nesta terça (3) o edital do Recupera Cerrado, programa piloto de recuperação do bioma no Distrito Federal, realizado em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF), o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB). O edital visa selecionar projetos voltados para a recomposição florestal de áreas degradadas em pequenas propriedades rurais nas Bacias do Rio Descoberto e São Bartolomeu, com acompanhamento pelo período de cinco anos. Áreas degradadas são as que perderam as características originais a ponto de não ser possível uma regeneração natural. Podem participar da seleção entidades sem fins lucrativos legalmente constituídas há pelo menos dois anos. As inscrições vão até o dia 4 de junho.

O volume total de investimento nesta primeira etapa será de R$ 1 milhão, recurso que faz parte do passivo de compensação florestal devido pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), primeira instituição devedora a aderir ao programa-piloto.

O recurso poderá apoiar despesas com aquisição de sementes, mudas, adubos, corretivos, arames e moirões; práticas de controle da erosão visando a conservação do solo; pagamento de serviço de terceiros para a implementação de técnicas de recomposição vegetal; ações de mobilização e divulgação; capacitação, serviços técnicos relacionados à atividade produtiva, beneficiamento e comercialização; gestão, assistência técnica e acompanhamento do projeto; construção, reforma ou ampliação em benfeitorias e instalação permanente; máquinas e equipamentos novos; móveis, utensílios e material permanente; equipamentos de informática, comunicação e software; veículos e caminhões novos, entre outros.

Acesse  o edital e anexos no fbb.org.br/recuperacerrado

O Programa Recupera Cerrado é um programa desenvolvido pela Aliança Cerrado, fórum permanente entre sociedade civil e governo, coordenado pelo Centro de Excelência do Cerrado - Cerratenses, unidade do Jardim Botânico de Brasília, para promover a conservação e recuperação do Cerrado. Trata-se de um programa piloto de fomento à compensação florestal para induzir métodos inovadores de recomposição da vegetação nativa.

A divulgação deste projeto contempla quatro Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

06 ods100x100 013ods 100x100 014ods 100x100 015ods 100x100

Publicado em Notícias

Acordo de cooperação com Secretaria do Meio Ambiente do DF, Serviço Florestal Brasileiro e Instituto Brasília Ambiental foi assinado nesta segunda (11)

No momento em que o Distrito Federal passa pela maior crise hídrica da história, a Fundação Banco do Brasil assinou nesta segunda-feira (11), acordo de cooperação técnica para a recuperação do cerrado do Distrito Federal, uma parceria com a Secretaria do Meio Ambiente (Sema-DF), o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

O acordo permitirá o lançamento do primeiro edital do programa Recupera Cerrado, com previsão de investimento de R$ 2 milhões. O recurso será proveniente de débitos de compensação ambiental. Com o edital - sem previsão de divulgação - serão apoiados projetos para a recomposição da vegetação nativa em áreas degradadas ou alteradas para a regularização ambiental de imóveis rurais em bacias hidrográficas do DF. A ideia é atender, prioritariamente, as bacias do Rio Descoberto e do São Bartolomeu.

“A Fundação BB atua há alguns anos com ações de recuperação ambiental nas bacias hidrográficas do DF por meio do programa Água Brasil e do projeto Rio São Bartolomeu Vivo. Esse nova parceria é um esforço integrado para a manutenção do Bioma Cerrado e que será apresentada como exemplo de recomposição florestal no Fórum Mundial da Água que acontecerá em Brasília em 2018”, declarou o diretor-executivo de Desenvolvimento Social da Fundação BB, Rogério Biruel.

No Recupera Cerrado, as empresas devedoras, em vez de realizarem a compensação ambiental por conta própria, poderão repassar recursos para a realização de editais. Nesses processos seletivos, serão identificadas e contratadas instituições com experiência na recuperação de áreas degradadas, resultando em maior efetividade das ações de recomposição do bioma. 

A assinatura do acordo aconteceu durante a solenidade em comemoração ao Dia Nacional do Cerrado que teve como tema “O berço das águas do Brasil pede socorro”, realizado na Câmara dos Deputados, em Brasília.

 RecuperaCerrado 2RecuperaCerrado 1RecuperaCerrado 3

A divulgação deste projeto contempla quatro Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

06 ods100x100 013ods 100x100 014ods 100x100 015ods 100x100

Publicado em Notícias