Portal Interno   Vozes Daqui

Vozes Daqui foi lançado pela Fiat Chrysler, Fundação BB e AVSI Brasil com a participação da comunidade (Fotos: NTB Conteúdo)

Promover o desenvolvimento de jovens por meio de ações educativas e socioculturais é um gesto de incentivo à educação e à inclusão social e possibilita melhores condições para uma comunidade a curto, médio e longo prazo. Mesmo com a existência de políticas públicas nesta área, a junção de forças entre a iniciativa privada, a sociedade civil organizada e entidades sem fins lucrativos ajuda a fortalecer esta prática. Um exemplo desta união é a parceria entre a Fiat Chrysler Automóveis (FCA), a Fundação Banco do Brasil e a Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI Brasil), que realizaram nessa quarta-feira (28) o lançamento do Vozes Daqui, um projeto que pretende despertar e aprimorar o interesse de alunos e da comunidade pelo ambiente escolar na cidade de Goiana (PE).

O projeto visa fomentar o protagonismo de alunos, professores e da comunidade para a criação e o desenvolvimento de ações que garantam melhorias no espaço físico de nove escolas do município e da relação escolar entre todos os envolvidos. Cerca de 450 alunos, 25 professores e gestores escolares, além de 40 lideranças e moradores da comunidade serão envolvidos nessas ações.
 
Durante o lançamento, que ocorreu no polo automotivo Jeep, em Goiana, o diretor de Comunicação e Sustentabilidade da FCA para a América Latina, Fernão Silveira, disse que o projeto promove um ambiente harmonioso para valorizar e aumentar o interesse dos jovens pela escola e pelo aprendizado. "Acreditamos na educação como um fator decisivo para a promoção de igualdade social e para o aprimoramento do ensino público. Essa tem sido uma de nossas missões sociais desde a inauguração do polo automotivo, há quatro anos". A FCA atua na região com o programa Rota do Saber, com foco no fortalecimento do ensino público por meio da capacitação de professores e gestores escolares de seis municípios da região.

Já o presidente da Fundação BB, Asclepius Soares destacou a importância do incentivo à educação na vida dos estudantes. "Com mais essa parceria a Fundação BB mantém o seu foco na construção da cidadania e na conscientização dos direitos das crianças, adolescentes e na valorização dos professores, porque a educação é o caminho para o desenvolvimento, e a nossa atuação conjunta é para que esses jovens sintam-se  incluídos e valorizados", concluiu.  

Nos últimos dez anos, a Fundação BB investiu no estado de Pernambuco mais de R$ 14 milhões em 294 projetos na área de educação. As ações foram desenvolvidas em 37 municípios e atenderam cerca de 30 mil participantes.

Tecnologia Social

O evento também teve a contribuição de Jayse Ferreira, professor de escola pública do município de Itambé, situado na Zona da Mata Norte de Pernambuco, e que figurou na lista dos 50 melhores professores do mundo tendo concorrido, neste ano, ao Global Teacher Prize, uma espécie de Prêmio Nobel na Educação. Durante o lançamento, em Goiana ele participou do debate “Educação que transforma: Metodologias que dialogam com o universo estudantil”. Jayse também foi vencedor na categoria ensino médio, do Prêmio Professores do Brasil, concedido pelo Ministério da Educação (MEC), em 2014 e em 2017 e é o idealizador da tecnologia social Vamos Encurtar Essa História - uma das três finalistas do Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social 2019, que será realizado em outubro deste ano.

 

Publicado em Notícias

Portal Interno Vozes Daqui

A iniciativa pretende criar um ambiente escolar harmonioso por meio de ações educativas e socioculturais no município de Goiana

Nos últimos 10 anos, a Fundação Banco do Brasil investiu cerca de R$ 255 milhões em educação em todo o país. Só no estado de Pernambuco foram mais de R$ 14 milhões aplicados em 294 projetos de 37 municípios, beneficiando cerca de 30 mil pessoas.

Agora, a Fundação BB se une à Fiat Chrysler Automóveis (FCA) e a ONG AVSI Brasil, para desenvolver o projeto Vozes Daqui, que atuará por meio de ações educativas e socioculturais e beneficiará cerca de 450 alunos do ensino fundamental 2, 25 professores e gestores escolares, além de 40 lideranças e moradores da comunidade, do município de Goiana (PE). O projeto pretende despertar e aprimorar o interesse de alunos e da comunidade pelo ambiente escolar e terá duração de três anos.

A parceria foi firmada na quinta-feira (18), em Brasília. Na oportunidade, o presidente da Fundação BB, Asclepius Soares, ressaltou a importância da união das três instituições a favor da educação. “Sabemos que o problema da educação não se resolve de um dia para o outro. Mas uma parceria importante com a Fiat Chrysler Automóveis e com a AVSI, vem para valorizar a escola e o professor.Assim a comunidade ajuda a construir um futuro melhor”, declarou.

Ao todo, o Vozes Daqui vai receber investimento social de aproximadamente R$ 1,5 milhão durante o período de execução, e as ações estão programadas para o início do mês de agosto. Serão desenvolvidas atividades de mobilização e identificação de alunos e professores; pesquisa e diagnósticos participativos sobre o ambiente escolar, a história e cultura de Goiana; capacitações e formações por meio de oficinas educativas e da Educomunicação (uso das mídias na educação); implantação de projetos de melhoria escolar, além de ações sistemáticas e permanentes de monitoramento e avaliação.

Para Fernão Silveira, diretor de comunicação Corporativa e Sustentabilidade da FCA, a expectativa é das melhores. “Estamos todos com o coração aquecido e com as expectativas muito altas, porque estamos unindo três grandes nomes: a Fundação BB, a FCA e a AVSI. Queremos tornar as comunidades protagonistas da mudança social por meio da educação e temos certeza do impacto positivo desta iniciativa que vai transcender os alunos da rede municipal de ensino de Goiana. Vai se expandir pela Zona da Mata Norte e contagiar Pernambuco. O começo está sendo fantástico e estamos muitos animados em colocar esse projeto em pé”, afirmou.

O vice-presidente e diretor territorial da AVSI Brasil, Jacopo Sabatiello destacou a importância de trabalhar com alianças diversificadas, setoriais e multilaterais, já que a parceria pretende valorizar as diversidades, as diferentes capacidades, recursos humanos, tecnológicos, técnicos e financeiros de todos os envolvidos. “Com a participação de mais atores, o resultado é muito maior do que a soma da contribuição que cada um poderia dar individualmente. O último Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o número 17 da ONU, foca na parceria e implementação de alianças estruturadas por meio das ferramentas jurídicas, metodológicas, financeiras e técnicas que possam responder de forma integrada à complexidade dos problemas que hoje temos que enfrentar”, avaliou.

“Nossos projetos sociais são potencializados pelas parcerias e essas três instituições se unem com o mesmo propósito: demonstra o real compromisso social com a educação que pode ser transformadora para professores e alunos tornando-os protagonistas. Temos bastante expectativa nesse projeto que vai ser bem importante para população local, destacou João Pinto Rabelo Júnior, vice-presidente de Governo do Banco do Brasil.

 

Publicado em Notícias