Iniciativa faz parte do Projeto Orquestrando o Brasil, que tem como símbolo o maestro João Carlos Martins

Foi lançado no início de setembro o portal do “Orquestrando o Brasil”, projeto do Banco do Brasil e Fundação BB (FBB) em parceria com a entidade Fundação Educacional, Cultural e Artística Eleazar de Carvalho (FEAC). O portal é uma das ações previstas para disseminar o conhecimento entre músicos profissionais e amadores. A proposta é estabelecer contato com integrantes de corais, bandas, orquestras e outros técnicos que atuam na área. A plataforma irá construir uma relação permanente e online de suporte e informação, tendo como objetivo ajudar estes grupos na complexa tarefa de organizar uma orquestra e contribuir para que eles aprimorem suas apresentações.

Com visual moderno e atrativo, fácil navegação e conteúdo atualizado, a nova ferramenta servirá para a disseminação da cultura e do conhecimento, oferecendo notícias e vídeos de capacitação técnica e artística, além do treinamento necessário para que os regentes e coordenadores também se tornem agentes mobilizadores da sociedade, desenvolvendo apoios locais e ampliando o acesso das suas comunidades à cultura. O conteúdo do portal é aberto para todos neste primeiro momento, mas somente as pessoas cadastradas poderão acessar conteúdos exclusivos como repertórios e aulas que são direcionadas para músicos e coordenadores participantes.

Orquestrando o Brasil

O Orquestrando o Brasil tem como símbolo o seu idealizador, o maestro João Carlos Martins. A iniciativa é como é uma expansão do Orquestrando São Paulo, projeto que nasceu há dois anos e hoje reúne 70 orquestras e já capacitou mais de 200 regentes. “Queremos formar um exército de maestros, mostrar a sua importância fazendo uma grande transformação social através da música”, afirma o maestro.

Publicado em Notícias

São 34 entidades classificadas, que deverão complementar as informações pedidas no regulamento até o dia 11 de abril

Foram divulgadas nesta terça-feira, 13, as 34 propostas selecionadas na Chamada Interna Voluntariado BB FBB. A seleção seguiu a ordem de classificação, de acordo com os critérios estabelecidos no anexo 7 e limitada ao orçamento de R$ 3 milhões.

InstitutoAnelo2

A partir desta quarta-feira, 14, as respectivas entidades receberão login e senha do SGP - Sistema de Gerenciamento de Projetos - para registro completo das propostas. Elas terão até 20 dias para complementar as informações e estão sujeitas à desclassificação se descumprirem o prazo estabelecido – até 23h59 de 11 de abril de 2018 (horário de Brasília). Nestes casos, a Fundação BB vai selecionar novas propostas de acordo com a ordem de classificação e os recursos financeiros da Chamada.

Em razão de instabilidades no portal da Receita Federal, as propostas foram reexaminadas, sendo validadas as entidades proponentes que se encontraram em situação regular em todos os quesitos da Chamada. Essas iniciativas integraram o conjunto de propostas validadas que passaram pelo processo de classificação.

Chamada Interna
Participam da seleção projetos sociais desenvolvidos por entidades sem fins lucrativos, que têm a atuação de voluntário e funcionário do Banco do Brasil. A seleção busca apoiar iniciativas que promovam a cidadania, geração de trabalho e renda, cuidado ambiental, educação, cultura, esporte e saúde. O investimento social de R$ 3 milhões é destinado a apoiar projetos com orçamentos entre R$ 50 mil e R$ 100 mil.

FBB Voluntariado Marca 02

Publicado em Notícias

Cordas em Concerto atende cerca de 50 crianças, jovens e adultos na cidade de São Simão (SP)

Um lugar onde todos têm a mesma chance de aprender a tocar um instrumento musical de cordas, desde crianças até os idosos. O projeto Cordas em Concerto da Associação Simonense de Cultura – SOS Cultura, em São Simão (SP), procura democratizar os conhecimentos de instrumentos musicais eruditos.

Por meio da parceria com Fundação Banco do Brasil, a iniciativa recebeu investimento social de R$ 68 mil, que permitiu a continuidade das aulas de violino, violoncelo, viola erudita e contrabaixo, atendendo a 50 participantes. O recurso será usado também na recuperação de instrumentos musicais e na contratação de serviço de consultoria especializada para suporte técnico do projeto.

A Associação Simonense de Cultura - SOS Cultura foi criada em 2001, com o objetivo de recuperar o Theatro Carlos Gomes, construído em 1896 no município, e de dinamizar a cultura, tendo como enfoque principal a oferta de oportunidades para as camadas mais vulneráveis da sociedade, num trabalho de inserção social e cultural de crianças, jovens e adultos da comunidade local.

De acordo com Denise Gimenez de Oliveira, voluntária no projeto e aposentada do Banco do Brasil, não há pré-requisitos para participar das aulas. Basta o aluno escolher a qual o instrumento irá se dedicar. “Aqui nós atendemos todos que têm interesse em aprender. Depois dos testes, os estudantes irão avaliar suas aptidões e identificar o instrumento que mais gostam de tocar”. Segundo a voluntária, as aulas proporcionam a integração dos alunos buscam dentro das oportunidades oferecidas. onde todos buscam o entrosamento e se sentem iguais, com as mesmas chances.

“É uma satisfação testemunhar a parceria da Fundação BB. O projeto foi um marco para a nossa juventude e não pode parar. É gratificante ver adolescentes e jovens lendo partituras e executando instrumentos de cordas que não são tão simples de serem tocados”, declarou Luís Roberto Bimbati, ex-funcionário do Banco do Brasil e também voluntário do projeto

A divulgação deste projeto contempla um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.
017ods 100x100

Publicado em Notícias