Fundação BB apoia iniciativa de inclusão socioprodutiva por meio de oficinas para crianças e jovens

O projeto "Divina Providência", criado em parceria com o Centro de Formação da Divina Providência, em Encruzilhada do Sul (RS), que atualmente tem mais de 25 mil habitantes, recebeu investimento social de R$ 170 mil. A entidade atende cerca de 130 crianças e adolescentes de famílias de baixa renda do município distante 170 km de Porto Alegre, com ações socioeducativas, como oficinas de artesanato, ludicidade e culinária, além das aulas de capoeira, judô, informática, música e teatro.

A instituição, criada em 2003, há tempos está com estrutura física desgastada e necessita de reparos e outras obras. Com o apoio recebido da Fundação Banco do Brasil, começou a manutenção do espaço para adequá-lo ás necessidades dos jovens. Também foram adquiridos materiais didáticos, pedagógicos e equipamentos como geladeira e armário.

Elisa Maria, tesoureira da entidade, informou que serão instaladas lixeiras aramadas, destinadas ao recolhimento do lixo seco, nas imediações da instituição que fica na Vila da Fonte.  “Temos um programa de Educação Ambiental no qual incentivamos nossos alunos a recolherem material reciclado, e eles são retribuídos com uma pontuação criada, a da moeda estrela”, disse.  Elisa explicou que esta bonificação proporciona a entrega de material arrecadado junto á comunidade, tal qual material escolar e vestuário.
 
A comunidade vizinha ao Centro de Formação é constituída em sua maioria por trabalhadores rurais que fazem a colheita em grandes plantações, sendo conhecidos como trabalhador rural sazonal.  

Além do apoio da Fundação BB neste projeto a entidade promove ações socioeducativas e de inclusão socioprodutiva com o auxílio de parceiros como Fundação do Bem - grupo Tramontina, prefeitura municipal, secretaria estadual do trabalho e desenvolvimento social, Banrisul além de representantes do meio empresarial do município.

A divulgação deste assunto contempla três Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

01ods 100x100 08ods 100x100 010ods 100x100      

Publicado em Notícias

Programa Integração AABB Comunidade tem parceria renovada com a prefeitura, nesta quinta (17)

Cerca de cem alunos da rede pública de Teresina (PI) farão atividades de reforço escolar, esportivas, socioeducativas e de cidadania durante o contraturno, nas dependências da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), na zona leste de Teresina. As crianças e adolescentes, com idades entre 6 e 18 anos incompletos, serão atendidos pelo Programa Integração AABB Comunidade em 2017, uma parceria entre a Fundação Banco do Brasil, a Federação Nacional das Associações Atléticas Banco do Brasil (Fenabb) e a prefeitura da cidade.

A renovação da parceria iniciada no ano passado aconteceeu em cerimônia, nesta quinta-feira (17), às 8h, na AABB. O investimento total da Fundação BB, nos dois anos, é de R$ 104,3 mil.

Em 2016, o projeto ofereceu aulas gratuitas de natação, judô, pintura, entre outras. Em 2017, os educandos também vão participar de palestras, oficinas e programação artística e cultural. Todas as despesas são custeadas pelo convênio, incluindo transporte, capacitação dos profissionais, refeições, uniforme e equipamentos.

A gerente de Assistência ao Educando da Secretaria Municipal de Educação e Cultura,  Madalena Leal, explica que os professores notaram melhora no desempenho escolar dos participantes. "As atividades extras são estímulos para eles, trabalhando corpo e mente". Com a nova parceria, novos alunos poderão participar, segundo a secretária.

No Piauí

O Programa Integração AABB Comunidade é uma tecnologia social em educação que oferece complementação escolar para alunos da rede pública de ensino. Os participantes desenvolvem atividades lúdicas, nas AABBs de todo o país. O trabalho educacional engloba temas como educação ambiental, saúde e higiene, esporte e linguagens artísticas, possibilitando a construção de conhecimentos e o acesso à cidadania. No estado do Piauí, nos últimos dez anos, o programa foi realizado em 17 municípios, envolvendo 12,3 mil participantes, com investimento social de R$ 4,5 milhões.

A divulgação deste projeto contempla dois Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

03ods 100x100 04ods 100x100

Publicado em Notícias