Mostrando itens por marcador: informática

Quarta, 20 Abril 2022 17:00

Você conhece a Cloc?

Portal CLOC 1157 por 605 abertura

Metodologia certificada pela Fundação BB conecta criatividade e geração de renda

A metodologia CLOC (Criatividade, Lógica, Oportunidade e Crescimento) foi elaborada pelo Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI) em Santa Luzia do Itanhy (SE). A iniciativa consiste no desenvolvimento de atividades da área de Tecnologia da Informação (TI) junto a estudantes do ensino fundamental de escolas públicas. Em um cenário, a princípio com poucas ofertas aos jovens, foram criadas oportunidades de crescimento e formação consistente e direcionada às novas demandas do mercado de trabalho no país.

A CLOC é desenvolvida a partir da qualificação de alunos de escolas públicas em programação, indo do básico ao avançado. Os que atingem o grau mais adiantado passam a ensinar os jovens das turmas iniciais nas escolas das comunidades participantes.

Metodologia CLOC

Público: alunos de escolas públicas
Faixa etária: 12 a 16 anos
Cidade: Santa Luzia do Itanhy (SE)
Comunidades: rurais e ribeirinhas
Linha de atuação: inclusão produtiva por meio da preparação para o mercado de trabalho

O foco no empreendedorismo criativo e digital traz aos adolescentes participantes uma formação tecnológica de alta qualidade e o potencial de atender a clientes de qualquer lugar do Brasil.

Samuel Falcão redux 200 x 268

Samuel Falcão, assessor de Portfólio da Fundação BB que atua na área de Tecnologia Social e da plataforma Transforma, comenta a importância da aliança das ferramentas tecnológicas com a educação presente na metodologia CLOC. “O processo formativo proposto pelo IPTI na TS CLOC colabora para a diminuição da situação de vulnerabilidade e pobreza, bem como para a redução da fuga de talentos em localidades periféricas do País. A iniciativa tem como diferencial, além da formação empreendedora, um processo de incentivo à multiplicação pelos próprios participantes, tendo em vista que os jovens formados em um ciclo contribuem com a formação dos jovens do ciclo seguinte. Trata-se de uma proposta emancipadora, focada no processo criativo e aplicada à tecnologia que, cada vez mais, tem se tornado um aspecto central no mundo do trabalho”, afirmou.

 WhatsApp Image 2022 04 22 at 13.44.10   Copia

Ruancelli do Nascimento, integrante do IPTI - instituição responsável pela tecnologia social CLOC, fala sobre as atividades recentes desenvolvidas dentro da metodologia. “No CLOC buscamos sempre alinhar a formação com as expectativas do mercado e recentemente incorporamos capacitações em inteligência artificial. Além disso continuamos ampliando nossa presença geográfica. Recentemente iniciamos a reaplicação do CLOC em Fortaleza em parceria com uma empresa de TI cearence (Lanlink) para logística (espaço e equipamentos) e apoio na formação profissional dos adolescentes a serem beneficiados pelo projeto. Nossa expectativa é esse ano ampliar para mais 3 cidades do sul de Sergipe nosso modelo de desenvolvimento humano e impactar um número maior de jovens em comunidades subestimadas”, afirmou.

Portal CLOC 1157 x 605 fechamento

Esta solução foi finalista na categoria Geração de Renda do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2019. Para conhecer, clique aqui e acesse a Plataforma Transforma para conhecer esta tecnologia social.

Publicado em Notícias
Segunda, 19 Fevereiro 2018 10:57

Divina Providência pela educação que transforma

Fundação BB apoia iniciativa de inclusão socioprodutiva por meio de oficinas para crianças e jovens

O projeto "Divina Providência", criado em parceria com o Centro de Formação da Divina Providência, em Encruzilhada do Sul (RS), que atualmente tem mais de 25 mil habitantes, recebeu investimento social de R$ 170 mil. A entidade atende cerca de 130 crianças e adolescentes de famílias de baixa renda do município distante 170 km de Porto Alegre, com ações socioeducativas, como oficinas de artesanato, ludicidade e culinária, além das aulas de capoeira, judô, informática, música e teatro.

A instituição, criada em 2003, há tempos está com estrutura física desgastada e necessita de reparos e outras obras. Com o apoio recebido da Fundação Banco do Brasil, começou a manutenção do espaço para adequá-lo ás necessidades dos jovens. Também foram adquiridos materiais didáticos, pedagógicos e equipamentos como geladeira e armário.

Elisa Maria, tesoureira da entidade, informou que serão instaladas lixeiras aramadas, destinadas ao recolhimento do lixo seco, nas imediações da instituição que fica na Vila da Fonte.  “Temos um programa de Educação Ambiental no qual incentivamos nossos alunos a recolherem material reciclado, e eles são retribuídos com uma pontuação criada, a da moeda estrela”, disse.  Elisa explicou que esta bonificação proporciona a entrega de material arrecadado junto á comunidade, tal qual material escolar e vestuário.
 
A comunidade vizinha ao Centro de Formação é constituída em sua maioria por trabalhadores rurais que fazem a colheita em grandes plantações, sendo conhecidos como trabalhador rural sazonal.  

Além do apoio da Fundação BB neste projeto a entidade promove ações socioeducativas e de inclusão socioprodutiva com o auxílio de parceiros como Fundação do Bem - grupo Tramontina, prefeitura municipal, secretaria estadual do trabalho e desenvolvimento social, Banrisul além de representantes do meio empresarial do município.

A divulgação deste assunto contempla três Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

01ods 100x100 08ods 100x100 010ods 100x100      

Publicado em Notícias