Sexta, 28 Setembro 2018 10:37

Morador constrói a casa própria com tijolo ecológico e economiza 30% Destaque

Escrito por Paula Crepaldi
Avalie este item
(2 votos)

Carlos Simino utilizou 7 mil blocos que ele mesmo produziu para erguer a residência de 55 m2

Após três anos trabalhando junto com a esposa, Carlos Simino sente orgulho de seu novo lar: uma casa de 55 metros quadrados feita com 7 mil tijolos ecológicos, todos produzidos pelo casal e transportados para o terreno, localizado num condomínio em Sobradinho (DF). "É a realização de um sonho para mim e para minha família. Uma coisa que lutei muito para conseguir, é muita emoção!", afirma Simino.

Ele trabalha como assessor na Fundação Banco do Brasil, por isso pode se dedicar à construção somente nos fins de semana. Na Fundação BB, o contato com as tecnologias sociais (soluções econômicas e sustentáveis para desafios da sociedade) chamou a atenção do assessor para alternativas que poderiam ser empregadas na nova moradia. Foi aí que teve a ideia de construir com o tijolo ecológico. É uma opção mais barata que o tijolo cermenoâmico industrial e não causa danos ao meio ambiente.

Os blocos convencionais usam argila ou barro retirados das margens de rios e consomem lenha para o aquecimento do forno, o que resulta em emissão de gases na atmosfera. O tijolo ecológico leva terra e 10% de cimento, sem necessidade de ir ao forno. O processo de cura ocorre ao passar a semana ao sol, precisando ser molhado duas vezes ao dia.

Para produzir as peças foi usada uma máquina de prensar manual adquirida ao custo de R$3.600. Simino e a mulher contaram com a ajuda de um caseiro para molhar os tijolos durante a semana.

Simino calcula que teve uma economia de 30% do gasto total caso tivesse usado material convencional e mão de obra contratada. O custo é menor porque não é preciso utilizar reboco como revestimento, a quantidade de argamassa para unir os blocos é bem menor e não precisa usar madeira para fazer o que é chamado de caixaria. Há também outras vantagens, explica Carlos. “Por esse tijolo ter furos ele cria uma espécie de duto que você utiliza tanto para fazer fiação elétrica, como para passar encanamento hidráulico, e não precisa quebrar a parede. Além de economia, o tijolo se torna um isolante natural tanto térmico quanto acústico”.        

Construir a casa também teve um aspecto sentimental para o funcionário da Fundação BB: o pai dele, morto em novembro do ano passado, era mestre de obras e foi com quem aprendeu habilidades na construção, quando ajudou a erguer a casa da mãe, na década de 80. "O fato de meu pai ter sido construtor pesou bastante para eu tomar a decisão de encarar essa empreitada", disse.         

Ideia compartilhada

Carlos não é o único no condomínio a seguir princípios ecológicos na construção da moradia. Vizinhos adotaram o tijolo ecológico e outras práticas amigas do meio ambiente, como o uso racional de energia e de água.

Urbano Villela e o filho estão pondo a mão na massa para construir uma casa de tijolos ecológicos de 240 metros quadrados. Em 2016, eles haviam visto uma reportagem sobre a iniciativa do Carlos na televisão. Depois descobriram que ele é morador do condomínio, o que foi decisivo para a escolha do tijolo ecológico.

“A gente está aprendendo. Está se dando conta de que isso pode ser útil, amanhã ou depois, pra passar essa experiência pra outras pessoas e isso é importante pra gente”, afirmou Urbano.

Portal   BOX tijolo

 

 

 

Ler 8244 vezes Última modificação em Segunda, 01 Outubro 2018 10:22

1 Comentário

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.