Terça, 10 Dezembro 2019 11:09

Voluntariado gera oportunidades Destaque

Escrito por Asclepius Soares (Pepe)
Avalie este item
(1 Votar)

Portal Interno Artigo Voluntariado

O trabalho voluntário já não é somente sinônimo de práticas de boa vontade, generosidade e altruísmo. O voluntariado tem se destacado com uma forma de elevar a autoestima, adquirir experiências, desenvolver competências  e ampliar o network.

Ajudar o próximo, cuidar do planeta ou proteger os animais são bons motivos para o engajamento em causas socioambientais e também excelente oportunidades para o desenvolvimento pessoal..

Quem já apoiou alguma iniciativa voluntária sabe que o retorno dessas ações faz um bem enorme! Mesmo sem a intenção de ganhar algo em troca, o que se recebe é infinitamente maior do que aquilo que se doa.

A Organização das Nações Unidas estabeleceu 5 de dezembro como o Dia Internacional do Voluntario, buscando estimular e ampliar ações de voluntariado em toda sociedade.

Além de contribuir com a construção de um mundo mais justo e solidário, o voluntário faz um favor a si mesmo ao desenvolver competências como trabalhar em grupo, melhorar a comunicação, vivenciar outras realidades, conhecer pessoas, valorizar experiências, exercer a liderança, lidar com recursos escassos, ou ainda, inserir-se no mercado de trabalho.

E por que não agregar valor às atividades profissionais oferecendo suas aptidões em prol de uma causa, de uma instituição ou qualquer outra forma de exercer o voluntariado?  Não há nada de errado em enriquecer o currículo desempenhando trabalho voluntário.

Muitas instituições sem fins lucrativos têm necessidade de apoio em gestão administrativa e financeira, em marketing ou em gerenciamento de redes sociais. Assim, aplicar o conhecimento adquirido, se já é um profissional da área, ou que está adquirindo, no caso de estudantes, pode ser uma ótima oportunidade de aplicar a teoria na prática.

Segundo o relatório Brasil Giving Report 2019, elaborado pela Charities Aid Foundation (CAF), são os  mais jovens que têm maior interesse em realizar trabalho voluntário; 51% na faixa etária entre 18 e 24 anos, em comparação com os 43% de interessados de outras faixas.

A busca por soluções concretas para problemas sociais agrega valor às competências pessoais e profissionais do voluntário e gera oportunidades para o desenvolvimento de ações verdadeiramente transformadoras.

O voluntariado nos setores público e privado

O Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado promove o voluntariado incentivando o engajamento social e a participação cidadã por meio da articulação entre o governo, organizações da sociedade civil e o setor privado.

Valorizar e reconhecer o voluntário são objetivos do Programa que, para estimular a prática, poderá utilizar as horas de atividades voluntárias como critério de desempate em concursos públicos da administração pública direta, autárquica e fundacional, conforme Decreto nº 9.906, de 9 de julho de 2019.

No mundo corporativo, as organizações que atuam com programas de voluntariado empresarial buscam cada vez mais conectar o tema com os objetivos do negócio e avaliam que as ações voluntárias potencializam o engajamento dos colaboradores e a imagem institucional diante dos stakeholders, além de aproximar a organização das comunidades onde está presente.

Um exemplo é o investimento da Fundação Banco do Brasil em projetos de instituições sem fins lucrativos onde atuam voluntários do Banco do Brasil, seu instituidor. A iniciativa faz parte do Programa de Voluntariado BB, que lança, anualmente, chamada interna para apresentação de propostas.

Atualmente, o Programa possui em seu portal da internet o cadastro de mais de 32 mil funcionários com interesse em atuar como voluntários ou que já atuam em alguma instituição.

Desde 2004, o Programa já apoiou mais de 700 iniciativas de voluntários do  BB, voltadas à geração de trabalho e renda, educação, cultura, esporte, saúde e meio ambiente. Cerca de R$ 43 milhões foram investidos em projetos de todas as regiões do país.

O voluntário tem um papel fundamental em todo o processo, pois acompanha desde a elaboração da proposta, até a realização efetiva das ações. E, ao oferecer sua experiência, sua aptidão e seu tempo à iniciativa voluntária, o empregado aprimora competências extremamente valorizadas pelo mercado, como empatia, resiliência, liderança, inovação e criatividade.

Voluntariado no Brasil

53% da população fez trabalho voluntário entre agosto de 2017 a julho de 2018

85% dos colaboradores de empresas participam de atividades voluntárias motivados pela satisfação em apoiar pessoas

69% das empresas concordam que programas de voluntariado fortalecem o espírito de equipe dos colaboradores

 

Fontes: Pesquisa Benchmarking do Investimento Social Corporativo  - BISC 2019 e

Brasil Giving Report 2019 – Charities Aid Foundation (CAF)

Ler 2048 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.