Quarta, 24 Maio 2017 11:09

Entreposto do mel é inaugurado em Apodi e amplia capacidade produtiva Destaque

Escrito por Paula Crepaldi
Avalie este item
(1 Votar)

Unidade está entre os investimentos da Fundação BB no Rio Grande do Norte, um total de R$ 56,3 milhões

Foi inaugurado no dia 23 de maio, em Apodi (RN), entreposto do mel e da cera de abelha. Fruto de convênio entre a Fundação Banco do Brasil e a Cooperativa Potiguar de Apicultura e Desenvolvimento Rural Sustentável (Coopapi), com investimento total de R$ 448 mil, o projeto visa ampliar a capacidade produtiva e possibilitar a certificação de produtos apícolas no município, conforme padrões de qualidade nacionais e internacionais, para fins de exportação.

A Coopapi é responsável por 25% de todo o mel produzido no estado do Rio Grande do Norte. A parceria da Fundação com a Coopapi acontece desde 2010, em investimentos na cadeia produtiva do mel e da castanha de caju, na região de Apodi. Nos últimos dez anos (2007-2017), a Fundação BB investiu em 258 projetos no Estado, em parcerias com entidades do terceiro setor, atendendo 88 mil participantes, em 78 municípios, com recursos que somam R$ 56,3 milhões.

Cisternas
A ação de maior destaque é a reaplicação da tecnologia social cisternas de placas, em parceria com a Articulação no Semiárido (ASA). Foram investidos R$ 30,8 milhões para construção de 10.391 cisternas: 9.191 voltadas para o consumo 1,2 mil para a produção de alimentos.

As Cisternas de Placas foram certificadas como tecnologia social em 2001 pela Fundação BB, com a finalidade de captar e armazenar água da chuva. Para o consumo das famílias, o sistema utilizado permite o acúmulo de até 16 mil litros, que atende a necessidade de uma família de cinco pessoas pelo período de até oito meses. O equipamento é composto por encanamento simples para recolher água da chuva nos telhados das casas e reservatório no subsolo revestido com placas.
Já para as atividades produtivas, as cisternas são de dois modelos: calçadão e enxurrada. As duas possuem capacidade de até 52 mil litros de água. Elas são construídas próximas às residências das famílias. A diferença é que a enxurrada é instalada no caminho por onde passa o fluxo pluvial e a calçadão capta de áreas em declive.

Resíduos Sólidos
Também estão em desenvolvimento iniciativas que apoiam a gestão correta dos resíduos sólidos, contribuindo para o retorno do material descartado ao processo produtivo, reduzindo o impacto no meio ambiente e gerando renda. Em Natal, a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis e Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande Do Norte (Coocamar) teve o apoio de R$ 950 mil em quatro projetos para ampliação da produtividade por meio da inclusão digital e melhoria de infraestrutura de coleta e destinação do lixo. Serão atendidos 3 mil participantes.

A Cooperativa de Materiais Recicláveis da Cidade de Natal (Coopcicla) recebeu apoio para capacitação e aquisição de máquinas para reutilização de resíduos sólidos, como banners e garrafas pets. O recurso no total de R$ 1,2 milhão atenderá 540 pessoas e irá melhorar a logística de comercialização de matérias recicláveis e a estrutura física de triagem e apoio.

Educação - AABB Comunidade
Outro destaque de investimento no estado é o Programa Integração AABB Comunidade, uma tecnologia social em educação que oferece complementação escolar para crianças e adolescentes matriculados na rede pública de ensino. Entre 2007 e 2017, foram apoiados projetos em 13 municípios, com 13,3 mil participantes e investimento de R$ 4,6 milhões. Um exemplo é o município de Currais Novos, que atendeu 3,4 mil educandos, com investimento de R$ 982 mil da Fundação BB.

O Programa Integração AABB Comunidade é realizado em parceria com a Federação Nacional de Associações Atleticas Banco do Brasil (Fenabb) e prefeituras. Os participantes desenvolvem atividades lúdicas, em AABBs de todo o país. O trabalho educacional engloba temas como educação ambiental, saúde e higiene, esporte e linguagens artísticas, possibilitando a construção de conhecimentos e o acesso à cidadania.

A divulgação deste projeto contempla três Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.
1 8 10

 

Ler 18095 vezes Última modificação em Terça, 30 Maio 2017 15:04

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.