Segunda, 08 Agosto 2016 00:00

Associações do Amazonas recebem investimento para agricultura familiar Destaque

Escrito por Dalva de Oliveira
Avalie este item
(0 votos)

Recurso de R$ 200 mil foi utilizado na compra de tratores e equipamentos para as lavouras de banana, laranja, coco, melancia e hortaliças

A Fundação Banco do Brasil investiu R$ 200 mil em duas associações do estado do Amazonas – a Associação dos Produtores Rurais Comunidade Nova Esperança (Asprones) e a Associação dos Produtores Rurais da Comunidade José Lindoso (Asprolin) -, situadas no município de Rio Preto da Eva, distante 80 quilômetros de Manaus.

A atividade incentiva a melhoria da renda familiar dos agricultores familiares, a ampliação das políticas públicas e a formação profissional, além de garantir o acesso aos direitos sociais.

Cada associação recebeu R$ 100 mil. O recurso foi aplicado na compra de dois tratores (um para cada entidade), arados, carretas e equipamentos, usados nas lavouras de banana, laranja, coco, melancia e hortaliças.

A produção é vendida de forma in natura para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), usada na merenda escolar das escolas municipais de Manaus e no comércio local. De acordo com o presidente da Asprones, Luiz Matos de Abreu, a renda dos 120 associados já melhorou em apenas seis meses. Subiu de R$ 800 para R$ 1.200. Já a Asprolin mantêm em seu quadro 94 associados.

Abreu conta ainda que a parceria trouxe também consciência ambiental aos associados. "Tratamos melhor a terra. Com os equipamentos fica mais fácil fazer a limpeza dos terrenos para o plantio. Antes usávamos motosserra e fogo nas derrubadas, agora trabalhamos pensando mais no meio ambiente, de forma sustentável", declarou.

Projetos no estado

Na quinta-feira (4), o presidente da Fundação Banco do Brasil, Gerôncio Luna, visitou algumas entidades no estado do Amazonas que receberam investimento social da Fundação BB, entre as quais, a Asprones e o Museu da Amazônia (Musa).

O Musa recebeu recurso do Ecoforte (Programa de Fortalecimento e Ampliação das Redes de Agroecologia, Extrativismo e Produção Orgânica) para atender 58 unidades de referência nas cidades de Manaus, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Itacoatiara, atendendo diretamente 60 produtores.

De 2006 a 2015, foram investidos R$ 15 milhões no estado do Amazonas, destinados a 93 projetos de 26 municípios. As ações atenderam 42,5 mil participantes.

Ler 17093 vezes Última modificação em Quinta, 20 Outubro 2016 10:19

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.