Error while rendering custom particle.

Seleção é destinada a projetos de recomposição florestal em pequenas propriedades rurais; inscrições vão até 4 de junho

A Fundação Banco do Brasil lançou nesta terça (3) o edital do Recupera Cerrado, programa piloto de recuperação do bioma no Distrito Federal, realizado em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF), o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB). O edital visa selecionar projetos voltados para a recomposição florestal de áreas degradadas em pequenas propriedades rurais nas Bacias do Rio Descoberto e São Bartolomeu, com acompanhamento pelo período de cinco anos. Áreas degradadas são as que perderam as características originais a ponto de não ser possível uma regeneração natural. Podem participar da seleção entidades sem fins lucrativos legalmente constituídas há pelo menos dois anos. As inscrições vão até o dia 4 de junho.

O volume total de investimento nesta primeira etapa será de R$ 1 milhão, recurso que faz parte do passivo de compensação florestal devido pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), primeira instituição devedora a aderir ao programa-piloto.

O recurso poderá apoiar despesas com aquisição de sementes, mudas, adubos, corretivos, arames e moirões; práticas de controle da erosão visando a conservação do solo; pagamento de serviço de terceiros para a implementação de técnicas de recomposição vegetal; ações de mobilização e divulgação; capacitação, serviços técnicos relacionados à atividade produtiva, beneficiamento e comercialização; gestão, assistência técnica e acompanhamento do projeto; construção, reforma ou ampliação em benfeitorias e instalação permanente; máquinas e equipamentos novos; móveis, utensílios e material permanente; equipamentos de informática, comunicação e software; veículos e caminhões novos, entre outros.

Acesse  o edital e anexos no fbb.org.br/recuperacerrado

O Programa Recupera Cerrado é um programa desenvolvido pela Aliança Cerrado, fórum permanente entre sociedade civil e governo, coordenado pelo Centro de Excelência do Cerrado - Cerratenses, unidade do Jardim Botânico de Brasília, para promover a conservação e recuperação do Cerrado. Trata-se de um programa piloto de fomento à compensação florestal para induzir métodos inovadores de recomposição da vegetação nativa.

A divulgação deste projeto contempla quatro Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

06 ods100x100 013ods 100x100 014ods 100x100 015ods 100x100

Publicado em Notícias