Quarta, 28 Junho 2017 13:30

Tecnologia social contribui para redução do índice de anemia em comunidades ribeirinhas do AM Destaque

Escrito por Assessoria de Comunicação
Avalie este item
(1 Votar)
Foto: acervo IDIS Foto: acervo IDIS

Objetivo é reaplicar iniciativas que melhorem a saúde e as condições sanitárias das famílias participantes com atenção dedicada à infância

A reaplicação da Tecnologia Social “HB – Combate à anemia ferropriva” durante os últimos três meses tem trazido ótimos resultados à comunidade de Axinim, em Borba (AM). Em medição realizada na última semana, constatou-se a redução expressiva do índice de anemia em crianças da Escola Municipal Francisco Bezerra: de 60% para 3% dos alunos. A taxa está abaixo do percentual de ocorrência aceitável pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 5%.

Em março, quando foram iniciados os testes por meio da Tecnologia Social HB nos 249 alunos, foi detectada uma alta incidência da doença. A partir desse diagnóstico, as equipes de saúde começaram o tratamento com acompanhamento médico, suplementação de sulfato ferroso e vermífugo.

A anemia ferropriva é causada pela falta de ferro na alimentação, sendo a carência nutricional mais frequente em todo o mundo, que afeta diretamente o desempenho mental e motor. Segundo a OMS, ela atinge 25% da população mundial, sendo crianças e gestantes os grupos mais vulneráveis.

A intervenção da anemia ferropriva faz parte do projeto “Tecnologias Sociais no Amazonas, (TSA)”, uma parceria entre a Fundação Banco do Brasil e o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), com o apoio da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). A finalidade é reaplicar tecnologias sociais para combater problemas de saúde e sanitários que atingem famílias ribeirinhas e rurais, com foco especial dedicado à primeira infância.

A tecnologia HB integra o Banco de Tecnologias Sociais da Fundação Banco do Brasil. Foi desenvolvida pelo Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI) especialmente para permitir o rápido diagnóstico, tratamento e controle da anemia ferropriva em alunos de escolas públicas.

O presidente da Fundação BB, Asclepius Soares, reforçou a importância de investir em soluções de fácil aplicação e com alta efetividade, como as tecnologias sociais. " Mobilizar esforços para fazer a diferença na vida das pessoas por meio de ações simples. Com a parceria do Idis, a Fundação busca contribuir para que crianças da região cresçam com saúde e tenham um futuro melhor."

“Estamos muito entusiasmados com os resultados da aplicação dessa nova tecnologia social. Acreditamos que os efeitos do tratamento serão sentidos em todos os aspectos da vida das crianças, especialmente no desenvolvimento físico e cognitivo. Esperamos obter o mesmo sucesso nas demais tecnologias que estão sendo implantadas para enfrentar outros problemas das comunidades ribeirinhas”, disse Paula Fabiani, diretora-presidente do IDIS.

Além da tecnologia "Hb: Tecnologia Social de Combate à Anemia Ferropriva", estão sendo replicadas as iniciativas "SODIS (desinfecção de água)" e o "Banheiro Ecológico, alternativa sustentável de saneamento" nas cidades amazonenses de Borba, Nova Olinda do Norte e Itacoatiara.

A realização deste projeto contempla três Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda da Organização das Nações Unidas com metas para o ano de 2030.

03ods 100x100 06 ods100x100 011 ods 100x100

Ler 4225 vezes Última modificação em Quinta, 31 Agosto 2017 14:35

Itens relacionados (por marcador)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.