Quinta, 16 Novembro 2017 17:06

Projeto de horta-escola visa inserção social de população de rua em SP Destaque

Escrito por Paula Crepaldi
Avalie este item
(1 Votar)

Iniciativa em parceria entre a Fundação Banco do Brasil e Arcah vai oferecer capacitação para atuação em plantio trabalho rural e acompanhamento psicológico

A Fundação Banco do Brasil assinou parceria com a Associação de Resgate à Cidadania por Amor a Humanidade (Arcah) para a inclusão social e produtiva de 200 pessoas em situação de rua da cidade de São Paulo por meio da implantação de uma horta-escola agroecológica. O projeto Cidadão Sustentável será instalado em um terreno no bairro Cidade Jardim de cerca de 10 mil metros quadrados, com a construção da sede da escola agroecológica e implantação da primeira horta urbana.

O bairro foi escolhido por ter um centro de convivência, dois centros de acolhida e dois serviços especializados de abordagem às crianças, adolescentes e adultos em situação de rua. Nestes equipamentos será feita a triagem dos participantes do projeto - homens na faixa de 18 a 55 anos com perfil para o projeto.

Os alunos farão três meses de capacitação em permacultura, empreendedorismo e experiências práticas em agroecologia, além de passarem por acompanhamento psicológico durante todo o processo.
Após o ciclo de aprendizagem de cada turma de capacitação, o aluno de maior envolvimento será contratado como auxiliar para se tornar multiplicador de conhecimento. Os outros participantes que concluírem a capacitação serão certificados, podendo ser encaminhados ao mercado de trabalho rural, por meio de parceria com agricultores parceiros do Cinturão Verde de São Paulo).

O investimento social da Fundação BB será de R$ 594 mil, em recursos não reembolsáveis, com a contrapartida de cerca de R$ 162 mil da Arcah. A iniciativa também conta com a parceria da Prefeitura de São Paulo. "Por meio do apoio da FBB e de outros parceiros, o projeto impactará diretamente e diariamente as pessoas em situação de rua, e também indiretamente a comunidade no entorno. A expectativa é gerar transformação, fortalecimento na vida das pessoas em situação de rua e a reintegração social da sociedade em que vivemos", afirma Gabriela Poit, coordenadora do projeto.

 01ods 100x100 010ods 100x100

Ler 9638 vezes Última modificação em Segunda, 27 Novembro 2017 10:46

1 Comentário

  • Link do comentário EDNEIDE JOANA DA CRUZ Segunda, 12 Março 2018 10:15 postado por EDNEIDE JOANA DA CRUZ

    GOSTARIA QUE ESSE PROJETO SE ESTENDESSE PARA AS ESCOLAS PUBLICAS MUNICIPAIS DE SÃO PAULO, TEMOS ESPAÇOS MAS NÃO TEMOS RECURSOS.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.