Quinta, 10 Janeiro 2019 11:48

De olho na geração nem-nem Destaque

Escrito por Kelly Quirino
Avalie este item
(1 Votar)

Oficinas educativas incentivam a inclusão de jovens no mercado de trabalho em Santa Catarina

Você já ouviu a expressão geração "nem-nem"? É um termo usado para designar uma geração de jovens que nem trabalham e nem estudam. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), este grupo corresponde a cerca de 23% do total de jovens no país, ou seja, dos 48,5 milhões de pessoas entre 15 e 29 anos, aproximadamente 11 milhões não trabalham e não estudam.

Atenta a esses números, a organização Verde Vida, de Chapecó identificou que a falta de infraestrutura e de políticas públicas impacta diretamente na vida destes jovens, gerando um desinteresse pelo mundo do trabalho e do estudo. Criada em 1994, a instituição percebeu que os bairros onde havia carência de escolas, hospitais e espaços de lazer, além da exposição de jovens à violência e ao pouco vinculo afetivo familiar, gerava um percentual enorme de evasão escolar e, consequentemente, menor oportunidade no mercado de trabalho.

Diante deste cenário, a ideia foi criar oficinas socioeducativas para atender jovens em situação de vulnerabilidade social nos bairros São Pedro e Bom Pastor e colaborar com a comunidade e com o poder público para reverter os índices de jovens "nem-nem". Odair Balen, coordenador da área de educação da Verde Vida, afirma que após a implementação do projeto a autoestima e o engajamento dos jovens melhoraram. “Oferecemos curso de informática, rotinas administrativas e depois eles são encaminhados para o mercado de trabalho, o que gera um orgulho para os jovens e os pais”, avalia Odair.

Parceria com a Fundação BB

O apoio firmado com a Fundação Banco do Brasil, por meio do edital Voluntariado BB, veio em 2018 para fortalecer ainda mais este trabalho que já é desenvolvido há quase 25 anos . O gerente geral da agência de Chapecó, Luciano Tumelero, foi o responsável por conduzir o projeto até a aprovação. “Eu fui pessoalmente. Vi que há muitos jovens em situação de vulnerabilidade social e acompanhei a conclusão do projeto, já que a Verde Vida é uma entidade muito séria e reconhecida pela sociedade de Chapecó pelas ações que faz na área de educação”, ­afirma.

A parceria intitulada Verde Vida Programa Oficina Educativa vai atender 60 jovens em situação de vulnerabilidade social com capacitação para o mercado de trabalho e depois eles serão encaminhados para as empresas locais que são parceiras da instituição. O aporte de 90 mil reais será investido para pagar os professores e também para a aquisição de computadores, notebook, impressora, projetor, bem como itens de mobília, divisórias e climatizador.

O jovem Eduardo das Neves, 16 anos, é um dos alunos da Verde Vida que reconhecem a importância da educação para motivação pessoal. “O Verde Vida é um lugar onde aprendo muitas coisas, uma delas é sobre a educação, Aprendi também que tudo na vida não é muito fácil, que a gente tem que correr atrás do que queremos, às vezes exige muito esforço para conseguir alcançar o que a gente quer, mas se eu me dedicar e aproveitar as oportunidades, eu consigo”, diz Eduardo.

Já Patrícia Federle era uma adolescente muito tímida e que tinha dificuldade de falar em público, o que poderia prejudica-la em uma entrevista de emprego “consegui perder um pouco da minha timidez para falar em público. Consegui ser espontânea com as pessoas. O Verde Vida foi uma base de conhecimento para mim, uma base para minha vida profissional. Assim como eu, os adolescentes que participam do programa, devem aproveitar ao máximo as oportunidades, o programa e as atividades oferecidas” , conclui Patricia.

As oficinas oferecidas pela Verde Vida em parceria com a Fundação BB atenderam 40 adolescentes e a instituição espera atender mais 60 jovens no ano de 2019. “Esperamos assim contribuir para a redução de jovens que nem trabalham e nem estudam”, avalia o coordenador Odair Balem.

Ler 232 vezes Última modificação em Sexta, 11 Janeiro 2019 15:22

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.