Segunda, 05 Agosto 2019 12:30

CCBB Brasília é palco para o Orquestrando o Brasil Destaque

Escrito por Assessoria Orquestrando o Brasil e Fundação BB
Avalie este item
(1 Votar)

Portal Interno Orquestrando o Brasil

Será o quarto concerto do Orquestrando o Brasil no qual o maestro irá reger uma orquestra da região, em seguida será exibido o filme “João, o Maestro” 

O maestro João Carlos Martins irá reger a Orquestra de Sopros e Percussão Arte Jovem, de Ceilândia/DF, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília/DF, no dia 9 de agosto (sexta-feira), às 20h. O espetáculo faz parte de uma série de concertos que o Orquestrando o Brasil vem realizando pelo país, com grupos musicais integrantes do projeto, sob a regência do maestro João Carlos Martins, como ocorreu em Taubaté/SP, Maringá/PR e em São Paulo/SP este ano. A Orquestra Casa Azul Felipe Augusto, de Samambaia /DF, também fará uma apresentação na ocasião.

Composta por 90 integrantes, a Orquestra de Sopros e Percussão Arte Jovem foi criada em 2016 por iniciativa do seu diretor musical e maestro Edmilson Júnior e da coordenadora administrativa Inayá Amanacy, inspirados em mais de duas décadas de um trabalho voluntário desenvolvido pelo maestro Edmilson de Siqueira Campos com a comunidade de Ceilândia.

Localizado na Casa do Cantador, o projeto atende cerca de 200 alunos a partir dos 2 anos de idade, com aulas de musicalização e educação musical de instrumentos de sopro e percussão, sendo respaldado pelo trabalho voluntário de professores e pais. “Muitas dessas crianças conseguiram, a partir da passagem pelo Projeto Social Arte Jovem, superar desafios, conquistando um diploma de nível superior e um espaço num mercado de trabalho que até então não passava de um sonho distante para suas famílias”, elucida o maestro Junior.

A Orquestra Casa Azul Felipe Augusto tem 40 integrantes e é mantida pela instituição de mesmo nome, que atua no combate às desigualdades sociais prestando assistência a crianças, adolescentes e famílias do Distrito Federal, das comunidades de Samambaia, Riacho Fundo II, São Sebastião e Vila Telebrasília, locais onde tem unidades. A entidade proporciona, no contraturno escolar, oficinas de artes, teatro, dança, música, informática, atividades esportivas, orientação pedagógica e capacitação profissional a mais de 2 mil crianças e jovens de 6 a 24 anos, tendo, atualmente, 250 educandos nas oficinas de música. Como também faz o acompanhamento familiar e possibilita o acesso da comunidade a cursos profissionalizantes.

“Ambas instituições utilizam a música como agente transformador, oferecendo oportunidades à muitas crianças e jovens. Conhecer as histórias, descobrir talentos e fazer a integração desses grupos é o propósito do Orquestrando o Brasil. Este é o legado que quero deixar por tudo o que a música e o piano me deram e o objetivo do projeto é levar esse movimento cultural para todos os cantos desse país, sempre democratizando a boa música. É uma iniciativa que vem fazendo história pelo país”, conclui o maestro João Carlos Martins.

Filme “João, o Maestro”

A apresentação do dia 9 de agosto irá abrir a 3ª edição do Festival de Cinema BB DTVM na capital federal. Após o concerto, será exibido o filme “João, o Maestro”, drama que conta a história a trajetória do pianista e maestro brasileiro, interpretado por Alexandre Nero, Rodrigo Pandolfo e Davi Campolongo.

Com roteiro e produção de Mauro Lima e coprodução da Globo Filmes, LC Barreto e Caravela, o longa brasileiro foi lançado em 2017 e ganhou vários prêmios, como de Melhor Trilha-Sonora e de Melhor Som no 17º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, em 2018 e foi vencedor de quatro prêmios no 10º Festival de Cinema da Lapa/PR, em 2017: Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Som e Melhor Montagem.  

Orquestrando o Brasil

Idealizado pelo maestro João Carlos Martins e realizado em parceria com a Fundação Banco do Brasil, SESI e FIESP, o Orquestrando o Brasil é uma plataforma digital para disseminação de conteúdo, oferecendo capacitação para regentes e músicos, além de ser uma ferramenta para a troca de conhecimento. O portal visa construir uma relação permanente e online de suporte e informação. A plataforma dá apoio para que, a partir dos recursos humanos e físicos de cada comunidade, os envolvidos possam liderar um movimento de expansão ou consolidação da música local. Um canal de comunicação, informação e interação, que tem o objetivo de unir os músicos.

Criado em 2018, o Orquestrando o Brasil tem 430 orquestras e bandas participantes, um universo que representa mais de quinze mil músicos, com grupos musicais de 180 municípios espalhados pelos estados de Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Ler 1175 vezes Última modificação em Segunda, 05 Agosto 2019 15:32

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.