Quinta, 14 Maio 2020 13:55

Abrace doará 300 cestas para famílias de pacientes em tratamento de câncer Destaque

Escrito por Kelly Quirino
Avalie este item
(1 Votar)

 Portal Interno Abrace

Entidade e Fundação Banco do Brasil atenderão famílias do DF e entorno

A Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias – Abrace DF – recebeu investimento da Fundação Banco do Brasil de R$ 35 mil para doar cestas básicas para 300 famílias com crianças e adolescentes em tratamento de câncer infantojuvenil e em situação de vulnerabilidade social. A ação integra a campanha da Abrace – o câncer não faz quarentena.

As entregas começaram na terça-feira (12), nas regiões administrativas de Ceilândia e Samambaia e em Águas Lindas (GO). Até a próxima sexta-feira, 15, famílias residentes em Riacho Fundo, Recanto das Emas, Gama, Santa Maria, Planaltina (DF), Sobradinho, Estrutural e Varjão também receberão cestas básicas. A ação continua na próxima semana, dia 19, atendendo as famílias que moram nas cidades do entorno Valparaíso, Novo Gama, Céu Azul, Cidade Ocidental, Formosa e Planaltina do Goiás. No total 1.200 pessoas serão beneficiadas. As cestas básicas contêm gêneros alimentícios como arroz, feijão, açúcar, óleo além de produtos de higiene pessoal e limpeza.

A presidente da entidade Maria Angela Marini destaca o apoio que a entidade historicamente já oferece para as famílias das crianças e adolescentes em tratamento de câncer, só que neste momento de pandemia a situação ainda é mais delicada. “A busca pela cura da doença vai além dos protocolos médicos. Nesse contexto, a FBB nos deu esperança para ajudar e alcançar de forma imediata famílias assistidas pela Abrace por meio das doações destas cestas”, afirma.

A dona de casa Dinamária Rodrigues Belém, moradora de Ceilândia, é uma das beneficiadas com a cesta básica. Mãe de quatro filhos, o caçula foi diagnosticado com leucemia quando tinha seis anos de idade e chegou a parar de andar. Desde novembro do ano passado, o filho teve alta da quimioterapia, atualmente faz acompanhamento com o oncologista. “Com a pandemia o cuidado teve que ser redobrado porque meu filho faz parte do grupo de risco. Estamos em isolamento total. Esta cesta vai nos ajudar muito porque não posso trabalhar”, conta Dinamária.

A iniciativa tem o apoio da BB Seguros e o banco BV, empresas do conglomerado Banco do Brasil, além da cooperativa de crédito COOPERFORTE, que destinaram recursos à Fundação Banco do Brasil para ações de assistência social, prevenção e combate a pandemia de Covid-19.

Atuação da Abrace

A Abrace é uma instituição que atua há 34 anos no Distrito Federal e se tornou referência no apoio e assistência aos familiares de crianças em tratamento de câncer infantojuvenil e hemopatias. Por mês, a entidade atende 920 crianças e adolescentes e beneficia com apoio socioeconômico cerca de 4.000 pessoas. Durante este período de atuação, o índice de cura no Distrito Federal aumentou de 50% para 70% e a entidade contribuiu para reverter o índice de abandono do tratamento de 28% para zero, segundo dados da equipe de oncologia do Hospital da Criança de Brasília José Alencar.

A entidade oferece a Casa de Apoio, que atualmente disponibiliza 58 leitos para hospedagem dos pacientes, com seu acompanhante. Estes assistidos são provenientes de outras regiões do país, como Norte, Nordeste e de vários municípios do Centro-Oeste que buscam tratamento em Brasília e representam 40% dos assistidos da Abrace. Os outros 60% são de crianças moradoras do Distrito Federal e entorno que recebem assistência integral domiciliar.

Em 2019, a entidade recebeu o aporte de R$ 600 mil da Fundação Banco do Brasil para construir uma central de doações e capacitar 100 jovens para atuar em call center para aumentar as arrecadações da instituição e assim ampliar o número de atendimento aos pacientes e familiares durante o tratamento do câncer infantojuvenil.

Ler 1340 vezes Última modificação em Segunda, 18 Maio 2020 12:34

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.