Wednesday, 16 October 2019 09:42

Fundação BB discute o papel das Tecnologias Sociais para o desenvolvimento social e sustentável

Written by Dalva de Oliveira
Rate this item
(1 Vote)

Portal Interno   Encontro TS

Evento foi marcado por palestras, painéis, trocas de experiências e o lançamento da plataforma Transforma

O uso das tecnologias sociais como ferramenta para solucionar problemas sociais e a sua importância para o desenvolvimento social do país foi tema do Encontro de Tecnologia Social, realizado pela Fundação Banco do Brasil em Brasília (DF), nessa terça-feira (15).

O evento reuniu representantes das tecnologias sociais finalistas da edição de 2019, funcionários da Fundação BB, das entidades parceiras e apoiadoras da 10ª edição do Prêmio para trocas de experiências, com o propósito de contribuir para maior compreensão e propagação do tema entre a academia, sociedade e setor público, como estímulo à construção de uma cultura da sustentabilidade aliada à ética socioambiental.

O encontro foi marcado por palestras e palco simultâneos, além de painéis com experiências nacionais e internacionais no campo das tecnologias sociais,em áreas urbanas e rurais. Convidada para abrir o evento, a diretora executiva da Casa 7 Memórias e Aprendizagens, Cristina Meirelles, proferiu a palestra “Importância da sistematização no desenvolvimento e nos avanços das tecnologias sociais”. Em seguida, o diretor-presidente da consultoria Ideia Sustentável e publisher da revista homônima, Ricardo Voltolini, fez a explanação “Tecnologias Sociais e Sustentabilidade”.

"As iniciativas sociais, mesmo as pequenas, geram um grande capital de conhecimento. Esse conhecimento, que chamamos de tecnologia social, sistematizado e disseminado, pode impactar na construção de políticas públicas. E como são ações locais, temáticas e arraigadas com a comunidade, na minha opinião, são as melhores soluções. A grande contribuição é essa, o conhecimento e as experiências que elas criam lá no local e que podem inspirar a construção de políticas", destacou Cristina Meirelles.

Para Ricardo Voltolini existe hoje um cenário muito favorável para as tecnologias sociais. “Estamos vivendo um momento importante nessa discussão, com novos líderes ligados à empresas, institutos e fundações empresariais, que representam uma grande força de trabalho no mundo. E eles já escolheram em que empresa querem trabalhar e investir nas mais sustentáveis”.

Nájla Veloso, coordenadora da FAO Brasil destacou a feliz coincidência do encontro acontecer na mesma data em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação. A FAO é uma das parceiras no Prêmio para incentivar a valorização do trabalho no campo. "E o nosso lema é: as nossas ações transformam realidades, e é muito importante valorizar o campo para que as pessoas possam ter uma alimentação saudável", declarou.

“A representação Unesco no Brasil participa desde a primeira edição do Prêmio, e a cada edição notamos o quanto vem inovando e sofisticando a sua plataforma de tecnologia social. Ela tem um potencial de transformação social que vai deixar um legado muito grande para o Brasil, destacou Fábio Eon, coordenador dos Setores de Ciências Naturais e de Ciências Humanas e Sociais da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – Unesco.

“É um prazer participar mais uma vez da edição do prêmio. Tivemos a oportunidade de conhecer cada iniciativa por vídeo, por papel, e hoje é um dia que estamos ansiosos para conhecer todos de perto”, Em dez anos de parceria, é este o sentimento que Daniela Arantes, chefe do Departamento de Gestão Pública de Municípios e Inclusão Produtiva do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.

Durante o evento foi lançado a plataforma digital Transforma (transforma.fbb.org.br), que abriga as iniciativas certificadas nas dez edições do Prêmio de Tecnologia Social da Fundação BB, em substituição ao antigo Banco de Tecnologias Sociais (BTS).

Foram lançados, ainda, a cartilha Moradia Urbana com Tecnologia Social – MUTS e vídeo institucional em comemoração aos cinco anos de parceria da Rede Internacional de Ação Comunitária – Rede Interação com a Fundação BB. O projeto MUTS, uma iniciativa liderada pelo Banco do Brasil e Fundação BB, com o apoio da Rede Interação, vem atuando na reaplicação de tecnologias sociais em empreendimentos populares em várias regiões do pais, com o objetivo de complementar o trabalho social já realizado pelos governos.

Também estiveram presentes no evento, Asclepius Ramatiz Lopes Soares (Pepe), Carlos Arboleda, representante Residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD no Brasil, Isaac Nicholas Siqueira Viana, gerente Executivo da BB Tecnologia e Serviços – BBTS, Gerson Wlaudimir Falcucci, Presidente da Ativos S.A, Ely Harasawa, secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Maria Cláudia Ferrari de Castro, diretora do Departamento de Tecnologias e Programas de Desenvolvimento Sustentável e Sociais do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

As tecnologias sociais vencedoras serão conhecidas na noite desta quarta-feira, 16, no evento de premiação que irá ocorrer na cidade de Brasília. A cerimônia de premiação será retransmitida ao vivo a partir das 20h pelo Facebook.

Read 906 times Last modified on Wednesday, 23 October 2019 17:32

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.