Tuesday, 03 September 2019 11:37

Mais três municípios maranhenses recebem feiras revitalizadas Featured

Written by Dalva de Oliveira
Rate this item
(1 Vote)

Portal Interno   Elaine

Iniciativa promove economia local com infraestrutura, sustentabilidade e venda via cartão

Quem visita as feiras livres geralmente encontra um pouco de tudo – roupas, calçados, frutas, verduras, artesanatos, utensílios para o lar e alimentos em geral. E as feiras do Maranhão não são diferentes. No final do mês de agosto, os comerciantes e clientes dos municípios de Viana, Pindaré Mirim e Lago da Pedra ganharam novos espaços para trabalhar e fazerem suas compras, com barracas padronizadas e mais funcionais. Os feirantes receberam jalecos, balanças, além de lixeiras e contêineres para fazerem a gestão dos resíduos sólidos - secos e orgânicos, resultado do projeto Nossa Feira Popular e Solidária, uma parceria da Fundação Banco do Brasil e da Cáritas Brasileira com as prefeituras locais.

Na cidade de Viana, por exemplo, o cliente pode escolher o que comprar nas 277 barracas. Uma delas é da Elaine Cristina, de 29 anos, que há dois anos vende verduras e legumes para garantir o sustento da família. “Estamos muito felizes com a nova feira. Agora temos barracas adequadas às nossas necessidades. Antes eu tinha uma mesa muito pequena para colocar as minhas mercadorias, e muitas vezes queria comprar mais produtos e não podia, por falta de espaço para acomodação. Nessa nova barraca a mesa é grande, assim posso colocar mais coisas”, disse.

Em Pindaré Mirim, o artesanato faz sucesso entre as 65 barracas. A exemplo das peças produzidas pela dona Vanilda da Silva Serejo, de 64 anos e pelo artesão Francisco das Chagas. Na banca da feirante, o cliente encontra uma infinidade de miniatura, fabricados com produtos da terra. Já Francisco das Chagas, artesão há 26 anos, vende peças inspiradas em umas das festas mais tradicionais do estado do Maranhão, o Bumba Meu Boi.Francisco das Chagas Vanilza da Silva

E quando a fome bater, em Lago da Pedra, um dos lugares recomendados para um bom lanche é a barracado senhor Antônio Andrade da Conceição, de 56 anos. Lá a clientela encontra salgados, tapiocas,caldos, suco, água e refrigerante. Assim, o visitante terá disposição para percorrer as outras 161 barracas da feira e ainda dar uma passadinha na banca de Lindalva Ferreira Lima, de 51 anos, que vende roupas femininas.

O projeto Nossa Feira Popular e Solidária foi lançado em dezembro de 2018 para contribuir com o desenvolvimento econômico, garantir melhores condições de trabalho aos feirantes e oferecer mais comodidade e segurança aos visitantes, uma vez que oferecem máquinas de cartão de débito e crédito para pagamento.

Além de Viana, Pindaré Mirim e Lago da Pedra, outros dois municípios maranhenses também foram contemplados: Pedreiras e São Domingos. Ao todo, o projeto vai revitalizar 21 feiras livres nos estados da Bahia, Piauí, Maranhão e Paraíba. O Nossa Feira está inserido na estratégia Município Mais que Digital, ação do Banco do Brasil em parceria com os municípios, por meio do estímulo às soluções digitais de pagamento e promoção do desenvolvimento sustentável da região.

Para Luciano Barros, gerente do Banco do Brasil de Lago da Pedra, a revitalização das feiras locais, juntamente com a capacitação dos feirantes, vai melhorar muito a vida das famílias da região, tanto na questão de emprego e renda, como na saúde e meio ambiente, com o descarte correto dos resíduos. “Nós só temos a agradecer essa parceria da Fundação BB com a Cáritas Brasileira”, concluiu.

 

 

Read 1058 times Last modified on Thursday, 26 September 2019 17:09

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.