O que podemos fazer sem água?

Nada!

O semiárido brasileiro enfrenta em média um período de chuvas irregulares de 4 a 5 meses e de estiagem que leva de 7 a 8 meses. Nos últimos cinco anos, no entanto, a região vem sofrendo uma dos piores secas já registradas. A situação é agravada pelas condições econômicas e sociais que geram problemas de acesso à água para a população.

Em conjunto com diversos parceiros, a Fundação Banco do Brasil tem realizado ações pelo uso sustentável da água, que contribuem para a segurança hídrica e alimentar na região. O investimento social se dá, principalmente, na reaplicação de tecnologias sociais de captação e armazenamento de água da chuva e por meio da mobilização das comunidades sertanejas na conquista da autonomia e convivência com o semiárido.

Desde 2012, já foram construídas 80 mil unidades da Tecnologia Social Cisterna de Placas, que armazenam água para o consumo humano, e 12 mil cisternas de produção, destinadas ao plantio de alimentos e manutenção de pequenos animais. Os reservatórios são soluções efetivas e de baixo custo, cuja construção envolve a participação das comunidades e já beneficiaram cerca de 400 mil pessoas.

Seja também parceiro dessa iniciativa! Acesse a Área do Doador e faça sua contribuição. Os recursos serão aplicados na construção de mais cisternas, permitindo o acesso à água para mais pessoas.

Vem transformar o Brasil com a gente!

Conheça mais sobre as cisternas